SERVIÇIOS

Segurança

 
Segurança
Triângulo da Segurança

A campanha TRIÂNGULO DA SEGURANÇA da Monroe recorda aos motoristas que os amortecedores podem influenciar no comportamento dos freios, da direção e da estabilidade do veículo. Desta maneira, incentiva os usuários que se dirijam com seus veículos ao seu mecânico habitual para  realizar uma revisão do TRIÂNGULO DA SEGURANÇA que testará os elementos do referido triângulo para determinar seu bom funcionamento.

“Os componentes que compõem o TRIÂNGULO DA SEGURANÇA de um veículo estão tão interconectados que apenas o desgaste de uma das peças pode deixar comprometido de forma seria a capacidade do motorista de dirigir, conduzir, frear o manter a estabilidade de seu veículo assegura Don Miller, vice presidente do mercado europeu de pos venda, quem afirma ainda, que a maioria dos motoristas reconhecem a importância de verificar periodicamente o bom funcionamento de seus freios e pneus. Os amortecedores também são chave porque desempenham um papel crucial para manter os pneus em contato com o solo. Freios, pneus e outros dispositivos de segurança como, por exemplo, o ABS, não funcionarão como necessário caso trabalhem com os amortecedores em mal estado”.

Os amortecedores são esquecidos com freqüência uma vez que não estão visíveis e é difícil comprovar se sofreram danos ou mostrar sintomas de desgastes. E como o desgaste geralmente ocorre de maneira gradual, com freqüência os motoristas se vão adaptando, sem se dar conta, de que a mudança de comportamento de seus veículos se origina deste desgaste, sendo inconscientes de que a eficácia este componentes vitais reduziu consideravelmente. Tenneco tem trabalhado com organismos independentes de investigação para demonstrar o grau em que os amortecedores desgastados podem influenciar na segurança de seu veículo. 

Causa do amortecedor em mal estado

Com amortecedores em mal estado....

Comparando um veículo que tem seus amortecedores com 100% de rendimento com um veículo que está com amortecedores com 50% de rendimento:

  • • Este último veículo necessitará de 2,6 metros mais para frear a uma velocidade de 80 km/h em linha reta com somente uma passageiro a bordo. (TUV Rheinland)
  • • Necessita 12,1 metros mais para frear a uma média velocidade (um motorista e três acompanhantes a bordo) e circulando em linha reta sobre solo irregular a partir de uma velocidade de 70 km/h (Centro de Segurança de Veículos, em Milão).
  • • Inicia uma derrapagem a 109 km/h, muito antes que com amortecedores com 100% de rendimento, já que neste caso a derrapagem começará a 125 km/h (TUV Rheinland).
  • • Necessita de uma distância de 23% maior para realizar uma parada de emergência sobre neve ou gelo, inclusive quando se dispõe de sistema de ABS, uma vez que as rodas se bloqueiam ao frear em conseqüência de que os amortecedores desgastados provocam o mal funcionamento da unidade de controle do ABS (TUV Rheinland).

Além do mais, a investigação conduzida pela Monroe no Centro Técnico Pirelli demonstra que depois de 9.000 km, um veículo com os amortecedores desgastados em 65% desgasta em 10% a mais seus pneus, o que gerará ao proprietário mais despesa e principalmente reduz a segurança do veículo.

Monroe recomenda que os motoristas verifiquem os amortecedores de seus veículos a cada 20.000 km. E para obter resultados ainda melhores recomenda que se troquem sempre os 4 amortecedores para que todos tenham a mesma distância percorrida.